Governo requisita mais 30 milhões de agulhas e seringas: Insumos serão utilizados na campanha de vacinação contra a Covid-19 no Brasil

Com o foco voltado à vacinação contra a Covid-19 no Brasil, o governo requisitou às fabricantes mais 30 milhões de seringas e agulhas. A informação foi dada pelo superintendente da Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios (Abimo), Paulo Henrique Fraccaro, na última quarta-feira (13).

Com a medida, as indústrias serão obrigadas a fornecer um total de 60 milhões de seringas e agulhas ao governo, já que a requisição se soma a outra de 30 milhões feita pelo Ministério da Saúde no início do mês.

A primeira requisição foi feita para agulhas de 3ml, com prazo de entrega para o dia 30 de janeiro. Já neste segundo pedido, as agulhas são de 1ml e o prazo é para o dia 13 de fevereiro.

Ao veículo, o superintendente da Abimo informou que a nova requisição foi feita a três empresas, mas que um problema técnico pode atrasar a entrega. Ele contou que uma delas já pediu ao governo para reconsiderar devido a falta de moldes de 1ml.

– As empresas vão ter dificuldade de atender como o governo está pedindo (…) Nós estamos entrando em contato com o governo para mudar essa nova especificação e para que, assim, possamos atender no prazo – disse Fraccaro.

A requisição administrativa está prevista na Constituição e permite que o governo utilize bens privados em caso de “iminente perigo público” e depois pague pelos serviços.

Fonte: Ministério da Saúde

Deixe uma resposta