Amazonas em crise: primeiro faltou oxigênio, agora surgiram denúncias de desvios de doses de vacinas contra a Covid-19

Os imunizantes teriam sido aplicados em pessoas que não pertencem aos grupos prioritários

Diversas autoridades do Amazonas se reuniram ontem para tentar organizar a vacinação no estado, principalmente porque surgiram denúncias de desvios de doses.

Os imunizantes teriam sido aplicados em pessoas que não pertencem aos grupos prioritários. Agora os Ministérios Públicos determinaram que as vacinas devem ser aplicadas naqueles que estão em situação de maior vulnerabilidade à doença, como os profissionais de saúde idosos que apresentam comorbidades.

“O Ministério Público já está investigando essa situação de vacinação em grupos que não são prioritários, mesmo se tratando de profissionais de saúde”.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta