PC de Sergipe integra troca de informações que desarticulou grupo responsável por explosão de bancos em Salvador (BA)

Foram apreendidas armas de fogo e notas de dinheiro manchadas pela explosão

Imagens da SSP/SE

O Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) e a Divisão de Inteligência (Dipol) da Polícia Civil de Sergipe contribuíram para a deflagração de uma operação realizada pelas Polícias Civil e Militar da Bahia e pela Polícia Federal, em Salvador (BA). O objetivo da ação foi de desarticular um grupo criminoso responsável por explosões em agências bancárias na capital baiana. A operação teve uma primeira fase em novembro de 2020 e seguiu da virada do ano até essa quarta-feira, 6.
 

Os investigados na operação compõem o grupo criminoso responsável pelos recentes ataques a instituições bancárias em Salvador (BA). Eles atuavam durante as madrugadas mediante rompimento de obstáculos – arrombamento do local -, inclusive por meio da utilização de explosivos para destruição de proteções físicas para acesso aos dispositivos de armazenamento de dinheiro dos terminais de autoatendimento. Entre o mês de maio e dezembro de 2020 foram sete investidas criminosas em diversos bairros da capital baiana.
 

O delegado Dernival Eloi, diretor do Cope, detalhou a ação policial realizada na capital baiana nessa quarta-feira, 6. “A operação teve como objetivo desarticular uma organização criminosa responsável por sete explosões a banco em Salvador (BA). Essa foi a terceira operação deflagrada contra o grupo e é fruto da troca de informações entre a Polícia Civil de Sergipe, através do Cope e da Dipol, com a Polícia Civil de Alagoas e forças policiais da Bahia, corroborando com nossa doutrina de compartilhamento de informações, que resultou na desarticulação do grupo criminoso”, destacou.
 

Apreensões e prisões

Ainda no mês de novembro do ano passado, uma ação conjunta entre as forças policiais da Bahia localizou seis fuzis, além de notas manchadas, que teriam sido retiradas de caixas eletrônicos da capital baiana. Numa Residência do bairro de Pirajá, em Salvador (BA), dois homens foram presos no dia 5 de novembro. Eles confessaram que integravam o grupo criminoso.
 

Já na sexta-feira, 1º de janeiro, três investigados foram presos. Em continuidade às ações policiais, nessa quarta-feira, 6 de janeiro, mais um envolvido nos roubos a banco foi localizado, também na capital baiana, no bairro de São Gonçalo do Retiro, em Salvador (BA). O suspeito entrou em confronto com os policiais, foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. A operação também teve desdobramentos no Complexo Penitenciário de Mata Escura (BA) e no Maranhão.

Fonte: SSP/SE

Deixe uma resposta