CMAIS: Deputados recebem projeto que prorroga auxílio emergencial em Sergipe

O presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe, Luciano Bispo e o líder do Governo na Alese, deputado Zezinho Sobral receberam na manhã desta quinta-feira, 18, a visita da secretária de estado da Inclusão Social, Lucivanda Nunes Rodrigues e da vice-governadora Eliane Aquino. Elas entregaram o Projeto de Lei que autoriza em caráter excepcional até julho de 2021, a prorrogação dos pagamentos do Cartão Mais Inclusão – CMAIS. O auxílio é referente aos beneficiários do Programa Emergencial, segundo os critérios da Lei nº 8.664, de 25 de março 2020.

O CMAIS foi criado como uma iniciativa de caráter temporário e emergencial em função da pandemia do novo coronavírus, tendo o objetivo de atender à população em situação de vulnerabilidade social e insegurança alimentar e nutricional, mitigando os efeitos decorrentes da pandemia da Covid-19.

A vice-governadora Eliane Aquino informou que logo após a pandemia, o Governo Estadual decretou uma ajuda de 100 reais para os beneficiários do Programa Emergencial. “Conseguimos atingir uma média de 25 mil famílias e agora mesmo com o fim do auxílio do Governo Federal, nós vamos dar continuidade ao CMAIS porque a gente sabe que a situação está difícil. Essa é a determinação do governador, para que a gente estenda um pouquinho mais e se torne permanente”, ressalta.

A secretária Lucivanda Nunes lembrou que o auxílio foi criado para beneficiar 6 mil famílias. “Com essa prorrogação através do Governo do Estado, as famílias que vinham recebendo as dez parcelas, algumas que encerraram o pagamento em janeiro, terão a partir da aprovação desse Projeto de Lei, a continuidade do pagamento até julho de 2021”, explica acrescentando que a medida visa somar ao que foi aprovado anteriormente, com o Cartão Mais Inclusão.

“Só saem as pessoas que passaram a receber o auxílio da Bolsa-Família porque foram excluídas do cadastro do Governo Federal. Os que estão no cadastro, que terminaria agora em janeiro, continuarão recebendo até julho”, reitera.

O presidente Luciano Bispo enfatizou a importância do PL entregue em seu gabinete para ser levado à votação pelos demais deputados. “Nesse momento difícil da pandemia da Covid-19, o projeto vai ajudar à população mais pobre do nosso estado. Num momento em que se pensa em cortar ajudas, o Governo do Estado está prorrogando o auxílio para beneficiar várias pessoas. Ficamos muito feliz e tenho certeza que os deputados vão aprovar o projeto por unanimidade, pois todos pensam igual a mim, que é dar mais ao próximo”, entende o presidente da Alese.

Fonte: Alese

PUBLICIDADE

Deixe uma resposta