Deputados de Sergipe defendem vacinação para retorno de aulas presenciais

Foto: Seduc/SE

O governador de Sergipe, Belivaldo Chagas (PSD) divulgou na tarde de ontem (31) um novo decreto com medidas restritivas de combate à Covid-19. Entre as novas medidas está, mais uma vez, o adiamento das aulas presenciais das Redes Públicas e Privadas de todo o território sergipano. A suspensão das aulas vai até o dia 03 de maio deste ano, anteriormente marcada para 05 de abril.

As novas medidas do Governo do Estado irão valer até a próxima quinta-feira (7), quando o Comitê Técnico-Científico e de Atividades Especiais (CTCAE) voltará a se reunir para analisar o cenário epidemiológico dos últimos dias e avaliar as medidas restritivas adotadas nas últimas semanas para enfrentamento do novo coronavírus, causador da Covid-19. 

Volta às Aulas

O retorno das aulas presenciais sido discutido e é até motivo de preocupação para os parlamentares, que somente defendem o retorno das aulas escolares após a imunização de alunos, professores e demais profissionais que fazem parte das instituições de ensino.

Quando na oportunidade da participação da secretária de Estado da Saúde (SES), Mércia Feitosa, no plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) nesta última terça-feira (30),os deputados questionaram sobre a biossegurança de todos os envolvidos no ambiente escolar. 

O deputado e professor Iran Barbosa (PT) avalia que a escola, seja ela pública ou privada, é um espaço que amplifica a possibilidade de contato entre sujeitos, sendo mais difícil de controlar o distanciamento, sobretudo, nas faixas etárias mais baixas, o que traz sempre muita preocupação a todos que trabalham e utilizam os espaços escolares. Ele ressaltou que colegas professores, dos mais variados municípios,  estão extremamente preocupados com a possibilidade do retorno sem  a imunização. “Entendemos a singularidade do universo escolar, que não é simples, e tem toda uma dinâmica própria, e precisamos ver como conduziremos isso”, registrou o parlamentar.

Presidente da Comissão de Educação, Cultura e Desporto da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), o deputado Adailton Martins destacou que todos os dias, em qualquer momento, a sociedade e o poder público devem tratar o direito à Educação de crianças e adolescentes como prioridade. Contudo, alertou que essa pauta merece maior atenção em momentos de crises e emergências como este, causado pelo coronavírus. O parlamentar  preocupa-se. Para ele, apesar do protocolo de segurança e higiene organizado para a volta às aulas presenciais, as medidas ainda não são satisfatórias diante da ausência da vacinação. “É muito importante o retorno às aulas, nós sabemos disso, mas estamos num momento atípico. Nós continuamos em pandemia”, salientou.

Fonte: Alese

PUBLICIDADE

Deixe uma resposta