Populares depredam casa do suspeito de matar e estuprar menina de 6 anos no Santa Maria em Aracaju

Ainda nesta sexta, a casa do homem, localizada no mesmo bairro, foi invadida e destruída por populares. Segundo moradores da região, o suspeito morava sozinho.

No dia anterior, a população havia tentado invadir a 9ª Delegacia Metropolitana (9ª DM), para onde ele havia sido levado. Durante a confusão, veículos, incluindo viaturas policiais, foram depredados.

O que se sabe sobre o crime

A polícia chegou até o homem, de 42 anos, após análises de câmeras de segurança. Ele estava próximo ao local onde o corpo da menina foi encontrado.

“Ele admitiu que matou a criança por esganadura e afirma que a encontrou na frente do trabalho dele, na rua, que ele morava, na casa dele houve contatos íntimos que já configurariam estupro”, disse o delegado Mário Leony.

Em seguida, o homem a levou para o local onde cometeu o crime. “Passou cerca de uma hora e de lá convidou para ver a vista da cidade no morro. E foi lá onde ele findou por executá-la. Provavelmente porque a menina poderia relatar o assédio que vinha sofrendo. A vítima já havia relatado para uma pessoa próxima da família e por isso ele a executou. Após a esganadura a jogou no morro, em um lugar muito ermo, mas a comunidade se solidarizou com a família e findaram por encontrar o corpo da criança”, acrescentou.

O homem será indiciado por ocultação de cadáver, sequestro, estupro de vulnerável e homicídio qualificado.

O corpo da criança está sendo velado pela família e será sepultado ainda nesta sexta, no Cemitério São João Batista. Exames periciais e cadavéricos foram realizados para tentar desvendar o crime.

Fonte:G1 Sergipe

» Acompanhe nossas noticias pelo Instagram e Facebook

Aço Paris

Deixe um comentário