Banese registra lucro de quase 22 milhões no terceiro trimestre de 2021

O Banco do Estado de Sergipe – Banese – obteve lucro líquido de R$ 21,8 milhões nos meses de julho, agosto e setembro deste ano, um crescimento de 142,2% em relação ao mesmo período do ano passado. De janeiro a setembro, o lucro alcançou R$ 72,6 milhões – crescimento de 109,8% em relação ao acumulado dos primeiros nove meses de 2020. Os números foram divulgados nessa sexta-feira,12.

Diante do cenário mundial de retomada gradativa das atividades econômico-financeiras, os resultados obtidos no terceiro trimestre são positivos, com crescimento em todos os segmentos e acima da expectativa projetada. O bom desempenho é um reflexo das estratégias comerciais implementadas no banco recentemente, bem como da expansão dos ativos de crédito e das captações, da recuperação de créditos baixados em prejuízo e da redução da provisão para operações de crédito.

O presidente do Banese, Helom Oliveira, ressalta que os números também são reflexos do esforço feito para permanecer ao lado de todos neste período difícil de pandemia. “O banco assumiu como missão ajudar o máximo de pessoas neste momento, amparando quem precisava e expandindo negócios que estão trazendo resultados significativos ao desenvolvimento socioeconômico da região. E tudo só foi possível graças ao empenho e dedicação de cada um dos nossos colaboradores”, destaca.

O total de recursos captados ao fim do primeiro trimestre chegou a R$ 6,4 bilhões, com acréscimo de 1,6% no período. Nos últimos 12 meses, as captações aumentaram 10,6%. Já o Patrimônio Líquido variou positivamente em 11,9% nos últimos 12 meses, chegando a R$ 556,9 milhões, o que demonstra a sustentabilidade da instituição.

MAIS CRÉDITOS – Os ativos totais do banco chegaram a R$ 7,4 bilhões ao final de setembro deste ano, um avanço de 10,9% sobre o valor registrado no mesmo período de 2020, e de 1,6% em relação ao trimestre anterior. O crescimento é consequência, especialmente, do aumento da oferta de crédito direcionado às pessoas físicas, impulsionado pelas carteiras comercial (R$ 91,1 milhões) e imobiliária (R$ 13,8 milhões).

A carteira de crédito chegou a R$ 3,2 bilhões de ativos, registrando um crescimento de 4,2% em relação ao último trimestre, e de 19% no comparativo anual. Os dados refletem o posicionamento estratégico do Banese, voltado ao aumento da participação de mercado e estímulo ao desenvolvimento econômico regional.

NOVAS TECNOLOGIAS – O número de clientes do Banese chegou a 818.265 correntistas e poupadores no terceiro trimestre de 2021, compreendendo 792.134 clientes pessoas físicas e 26.131 jurídicas. Mesmo com os altos índices de vacinação da população, e com o arrefecimento da pandemia no país, no período, o Banese seguiu estimulando a utilização dos canais digitais e cumprindo todos os protocolos sanitários durante o atendimento presencial nas unidades.

Em consonância com o futuro, o portfólio de produtos e serviços nos canais digitais é cada vez maior, assim como a melhoria na usabilidade dos meios de atendimento virtual. O uso dos canais de autoatendimento vem se tornando prioridade para os clientes Banese, representando 86% do total de transações no terceiro trimestre de 2021, sendo 78,9% via canais digitais.

No trimestre, a quantidade de transações realizadas via Internet e Mobile Banking continuaram em ritmo crescente. Na comparação com acumulado de janeiro a setembro de 2020, a evolução é de 38,2%. Além dos atuais serviços oferecidos, tais como, o Depósito Inteligente, o serviço de Recargas Digitais (jogos, serviços de streaming e transporte por aplicativos), o Sistema de Pagamentos Instantâneos (PIX) e o Clube Mais, o banco disponibilizará, em breve, o Open Banking e o Cashback Elo.

VALORIZAÇÃO – O desenvolvimento e aperfeiçoamento profissional dos colaboradores é uma das prioridades do Banese. O Programa de Incentivo à Formação Profissional, por exemplo, oferta bolsas com custeio de 50% do valor de cursos de graduação, língua estrangeira e especialização em áreas de atuação que dialogam com o planejamento estratégico do banco. O Banese dispõe, ainda, de plataforma virtual de aprendizagem que proporciona diversas capacitações e certificações ao corpo funcional do Conglomerado e dos jovens aprendizes.

Dentro do terceiro trimestre houve a realização do concurso público para provimento de vagas para cargos de nível médio e superior. As atividades do concurso foram retomadas no mês de julho, após o Banese e o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) avaliarem ser possível dar continuidade ao certame, em virtude da melhora no cenário da pandemia de Covid-19 em Sergipe.

As provas foram realizadas no dia 12 de setembro. O concurso disponibiliza 45 vagas, sendo 20 para o cargo de Técnico Bancário III (nível superior) e 25 para o cargo de Técnico Bancário I (nível médio), ambos com jornada de trabalho de 30 horas semanais. Do total de vagas, nove são destinadas para candidatos com deficiência e cinco para afrodescendentes.

Fonte: JL Política

Deixe uma resposta