Vinte e cinco municípios da Bahia estão em situação de emergência devido às chuvas

Os resgates em comunidades ilhadas por conta das chuvas e alagamentos no Sul e Extremo Sul da Bahia continuam neste sábado (11). Vinte e cinco municípios estão em situação de emergência, segundo os decretos publicados no Diário Oficial.

Vários pontos do estado ainda têm problema com mobilidade, com pontes desabadas e rodovias com fluxo interrompido. Os militares verificaram o estado da ponte em Itamaraju, que desabou, e atenderam outras ocorrências similares em Várzea Alegre e Novo Prado, em Prado.

O tráfego no KM 10 da BA-284, próximo ao acesso do distrito de São Paulino, entre o entroncamento da BR-101, em Itamaraju, e o distrito de Alho, já está totalmente liberado, depois de ações emergenciais pela Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra), na tarde de ontem. Os serviços para a restauração da pista, que rompeu com as fortes chuvas do Extremo Sul baiano, ainda permanecem sendo feitos na rodovia.

Em outro ponto da BA-284, as ações para dar condições de trafegabilidade à via de ligação entre Itamaraju e o distrito de Alho foram iniciadas pela equipe técnica da Seinfra na manhã deste sábado (11). Os serviços de manutenção no KM 17, em que a pista também cedeu devido ao período chuvoso na região, começaram após a chegada dos equipamentos, como escavadeiras. O trânsito no local continua interrompido. 

Na BR-489, os motoristas que utilizam o trecho entre Itamaraju e Prado devem manter-se atentos. O tráfego nos KM 02, 13 e 13 da rodovia ainda está interditado por causa do rompimento da pista. Partindo de Prado, os equipamentos para realizar a requalificação da via têm a previsão de serem deslocados até o final da tarde deste sábado. A obra começará do KM 15 e, na sequência, seguirá em direção aos KM 13 e 02.

Resgates e doações
O governo estadual diz que participam dos resgates cerca de 80 militares do Corpo de Bombeiros e 37 alunos e instrutores de cursos de salvamentos. Comida, água, medicamentos e outros itens estão sendo levados de forma prioritária para os moradores de 13 cidades que são as mais atingidas. A prioridade de atendimento nos resgates é para gestantes e pessoas com comorbidades, especialmente as que fazem tratamento de hemodiálise.

Em Jucuruçu, com a ajuda da população, foram improvisados acessos para as viaturas distribuírem cestas básicas. “Seguimos ao lado da população nesse momento difícil. Permaneceremos com reforço do efetivo por tempo indeterminado”, diz o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Adson Marchesini.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, os municípios afetados no extremo sul são: Eunápolis, Guaratinga, Itabela, Itamaraju, Itanhém, Jucuruçú, Medeiros Neto, Mucuri, Prado, Porto Seguro, Santa Cruz Cabrália, Teixeira de Freitas e Vereda. No sul são: Mascote, Itacaré, Itabuna, Ilhéus, Canavieiras, Camacan e Belmonte. Em outras regiões, tem também Apuarema, Conceição do Almeida, Caetanos, Encruzilhada, Ibicuí, Ipiaú, Itambé, Itaquara, Jequié e Macarani. 

Reforço aéreo
O Grupamento Aéreo da Polícia Militar da Bahia (Graer) também está atuando para ajudar na situação. Ao longo da sexta, dois helicópteros fizeram sobrevoo nas áreas alagadas para monitoramento.

Ambos decolam da base montada em Itamaraju, onde estão centralizadas as operações junto ao Corpo de Bombeiros Militar. O Guardião 05 levantou voo com destino a Jucuruçu, visando o transporte de bombeiros militares e gêneros de primeira necessidade, como alimentos e fraldas. As condições meteorológicas, contudo, seguem adversas e atrapalham a atuação em determinados momentos.Continue navegando!

Fonte: Amargosa News

» Acompanhe nossas noticias pelo Instagram e Facebook

Aço Paris

Deixe um comentário