Claudionor e Sergisat Histórias que se confundem de uma pequena loja de antenas a um grande Grupo Empresarial

Foto: Reinaldo Valverde/SDCEV

Claudionor e a Sergisat as Histórias se confundem: de uma pequena loja de antenas a um grande Grupo Empresarial

A História do empreendedor Claudionor na Sergisat começa aos 13 anos (1996) quando ele começou a trabalhar na empresa como office-boy, na época a mesma vendia apenas antenas parabólica, daí surgiu o nome da junção do nome Sergipe e Satélite, aproximadamente 1999 a Sergisat passa a vender móveis e eletros.

Seis anos depois, em 2002 Claudionor comprou de um dos sócios 50% da empresa para a aquisição ele vendeu uma motocicleta, contou também com o auxílio financeiro de uma poupança que o pai possuía e ainda precisou de um empréstimo pessoal.

O que parecia um negócio arriscado se tornou um grande negócio muito lucrativo e um ano depois, em 2003 Claudionor adquiriu a segunda metade da empresa de outro sócio, a partir deste momento uma nova cultura entra dentro da Sergisat.

Em 2008 a empresa começou um processo de expansão de uma pequena loja de antenas em Simão Dias, Região Centro-Sul de Sergipe fechou 2021 com 23 lojas em várias cidades de Sergipe e Bahia. E com visão em outros investimentos em 2012 o grupo C2 Indústria de Móveis, sendo que atualmente ampliou também os segmentos de atuação Industrial sendo C2 Estofados; C2 Colchões; C2 Planejados e C2 Móveis Tubulares que produz quase 70% de tudo que é vendidos nas Lojas Sergisat, faz parte também do grupo a C3 Empreendimentos imobiliários criado em 2015, está por sua vez constrói os galpões comercias usados pela empresa, constrói lojas em várias cidades e também casas que são alugadas com desconto em sua maioria para funcionários da empresa.

O que chama atenção na filosofia do Grupo Sergisat na figura do seu idealizador Claudionor Soares é a valorização das pessoas que fazem parte da empresa, além de receber os salários, todos recebem um valor a mais referente aos resultados apresentados pelo seu desempenho que é chamado de “Meritocracia”, isso vale para todas as funções desde a operação até os níveis de gerência. Além de folga no dia de aniversário; a certeza da oportunidade de uma promoção interna, ou seja, ter ascensão profissional a um cargo superior; investimentos em eventos de palestras, treinamentos e cursos fazem praxe do cotidiano.

A empresa ainda tem uma política de auxílio-educação no qual paga 50% da faculdade dos funcionários para cursos correlatos, que possam ser usados futuramente na operação da empresa.

O Grupo Sergisat como um todo, lojas, fábricas e empreendimentos imobiliários gera atualmente 265 empregos diretos e diversos outros indiretos, foi responsável por um faturamento de R$ 45 milhões em 2021 e já vislumbra um crescimento para 2022 na casa de 20%, com projeto ambicioso de abertura de novas filiais ampliação da capacidade fabril.

Um pequeno negócio que em pouco menos de duas décadas cresceu exponencialmente, isso mostra que é possível construir negócios de sucesso em qualquer tempo, precisa apenas de pessoas com disposição para executar suas ideias.  

Por Reinaldo Valverde / SimaoDiasComoEuVejo.com.br

» Acompanhe nossas noticias pelo Instagram e Facebook

“O Portal de Notícias Simão Dias Como Eu Vejo, agradece imensamente o empreendedor Claudionor pela sua gentileza em nos receber e contar um pouco de sua História e de sua empresa, a Sergisat”.

Claudionor Soares (Sergisat) – Reinaldo Valverde (SDCEV)
Foto: Reinaldo Valverde (Sergisat – Loja 01 – Simão Dias/SE)
Foto: Arquivo Sergisat (Evolução da Marca)
Aço Paris

Deixe um comentário