Secretaria de Educação de Sergipe convoca 295 merendeiros

Foto: Gov/SE

A Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc) publicou o 9º edital de convocação dos candidatos classificados no Processo Seletivo Simplificado para o cargo de Merendeiro. Ao todo, estão sendo convocados 295 profissionais, que irão atuar nas unidades de ensino da rede estadual. Os aprovados deverão comparecer à sede da diretoria regional de educação onde foi classificado, na data e horário marcados no edital, para a entrega da documentação exigida no ato da inscrição.

Os documentos necessários são: Atestado de Saúde Ocupacional emitido por Médico do Trabalho (original); Ficha de cadastro (download no site da SEAD); uma fotografia 3×4; fotocópias da Carteira de Identidade, CPF e Título de Eleitor; extrato do PIS/PASEP; Conta Salário do Banese (caso não tenha, solicitar: [email protected]); comprovante de residência com CEP válido; Certificado de Reservista ou Alistamento Militar (no caso do sexo masculino); Certificado de Escolaridade, em conformidade com a exigência do cargo; declaração de não acúmulo de cargos públicos (download no site da Sead); Certidão de Antecedentes Criminais; Certidão de Crimes Eleitorais; Certidão de Quitação da Justiça Eleitoral; Certidão Negativa Penal Estadual; e Certidão Negativa Criminal Federal.

De acordo com o diretor de Recursos Humanos da Seduc (DRH), professor Jorge Costa Cruz Júnior, ao todo, 1.651 profissionais já foram lotados, entre os quais estão  439 merendeiros, 636 executores de serviços básicos e 576 vigilantes. “São servidores que estão em pleno exercício de suas funções, atendendo às demandas inerentes às escolas estaduais. À medida que for havendo necessidade, mais convocações serão publicadas”, salientou ele, reforçando que os novos convocados devem ficar atentos aos prazos e documentos a serem apresentados na data especificada no edital.

A seleção

O Processo Seletivo Simplificado teve início em setembro de 2021, visando ao preenchimento de 1.817 vagas temporárias, 715 das quais para executor de serviços básicos, 517 para a função de merendeiro escolar e 585 para vigilante. O contratado deve cumprir carga horária de 30 horas semanais, podendo, após a assinatura do contrato, exercer suas funções nos turnos matutino, vespertino ou noturno, observada a necessidade da unidade de ensino onde for lotado. A remuneração mensal para merendeiro e executor de serviços básicos corresponde a um salário mínimo vigente. Já para vigilante, o salário será de R$ 1.170,00, acrescido do adicional noturno para os que desenvolverem as atividades entre as 22h e 5h do dia seguinte.

Acesse a convocação de merendeiros: https://bit.ly/38FCd5t

Fonte: ASN

» Acompanhe nossas noticias pelo InstagramFacebookTelegram e WhatsAp

Aço Paris

Deixe um comentário