Covid-19: Brasil aplica mais doses que países onde vacinação começou primeiro

Com o que foi distribuído, Brasil tem doses para vacinar cerca de 7,4 milhões de pessoas

O Brasil passou à frente dos países que começaram semanas antes, as campanhas de imunização, ao ultrapassar a marca de 2 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 aplicadas em menos de duas semanas,

Mais de 2,12 milhões de pessoas já receberam a primeira dose de uma das vacinas contra a covid-19 no Brasil (Oxford/AstraZeneca ou CoronaVac), é o que afirma o Our World in Data.

Em números absolutos, isso representa mais vacinas que a Itália (2,03 milhões), onde as primeiras doses foram aplicadas em 27 de dezembro.

O Canadá iniciou a vacinação, por exemplo, em 14 de dezembro, mas havia administrado 937,3 mil doses até 29 de janeiro.

Na América Latina, o México foi o primeiro país com vacinação contra a covid-19, em 24 de dezembro, e usou até agora pouco mais de 670 mil doses.

O Chile começou a vacinar também no dia 24 de dezembro do ano passado, porém o país só utilizou cerca de 67 mil doses.

A Argentina também foi um dos primeiros países a iniciar a imunização na América Latina, em 29 de dezembro. Entretanto, tem 366,3 mil doses aplicadas desde então.

O Brasil também está na frente em número de doses da França (1,53 milhão), Rússia (1 milhão), e Indonésia (515,6 mil).

Os Estados Unidos continuam a ser o país que mais aplicou doses até agora: 32,22 milhões. Em seguida, aparecem, China (24 milhões), Reino Unido (9,79 milhões), Israel (4,99 milhões), Índia (3,95 milhões), Emirados Árabes Unidos (3,44 milhões) e Alemanha (2,47 milhões).

Para a ex-coordenadora do PNI (Programa Nacional de Imunizações) Carla Domingues, é possível, inclusive, que o Brasil já tenha vacinado até mais do que os 2,12 milhões que aparecem.

Com o que já foi ou está sendo disponibilizado da CoronaVac e da vacina Oxford/AstraZeneca, o Brasil tem doses para vacinar cerca de 7,4 milhões de pessoas.

Fonte: Jornal A Tarde

PUBLICIDADE

Deixe uma resposta