Centrais sindicais protestam contra a privatização dos correios e reforma administrativa em Aracaju

“A classe foi às ruas dialogar com a população sobre os malefícios que essa reforma trará para a sociedade e chamar a atenção dos deputados sobre a importância de não votarem a favor da PEC que regulamenta essa reforma”, explica o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Roberto Silva.

A caminhada começou na Praça General Valadão e terminou em frente aos Correios, da Rua Itabaiana. Isso porque ato também chamou atenção para a greve nacional unificada dos Correios. Os funcionários da empresa paralisaram as atividades por 24h e estão em estado de greve em virtude do projeto de privatização da estatal

entregaram um folheto explicativo, mostrando as consequências para a população, caso a PEC da Reforma Administrativa seja aprovada. “A PEC retira direitos dos servidores de todas as esferas públicas e afeta diretamente o serviço público prestado à população, alerta o presidente da CUT.

Fonte: InfoNet

Deixe uma resposta