Sobra de recursos da Educação deve ser rateada com os professores em Sergipe

Foto: Reinaldo Valverde/SDCEV

SINTESE afirma que prefeitos e governador devem cumprir a lei a ratear as sobras recursos com os trabalhadores da Educação

Dados do Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Educação – SIOPE apontam que na rede estadual e nos 74 municípios (não tratamos de Aracaju pois o magistério é filiado ao Sindipema) há sobras dos recursos do Fundeb e da MDE – Manutenção e Desenvolvimento do Ensino. No caso da rede estadual esses valores ultrapassam o patamar de R$346 milhões.

“Fizemos um estudo minucioso de todos os dados coletados no SIOPE e do RREO (Relatório Resumindo de Execução Orçamentária) e buscamos compará-los com o que rege a legislação educacional. O debate em torno do cenário das receitas e da possibilidade de rateio está pautado na maior conquista dos trabalhadores da Educação em 2020 que foi a transformação do Fundeb em uma política permanente para o financiamento da Educação”, explicou a presidenta do SINTESE, Ivonete Cruz.

Fonte: SINTESE

» Acompanhe nossas noticias pelo Instagram e Facebook

Aço Paris

Deixe um comentário